Mapas orientam sobre atrações da Linha Turismo

Os mapas oferecem informações essenciais sobre cada ponto ao longo do trajeto da Linha Turismo/ foto: Pedro Ribas/SMCS

A maior parte dos pontos de parada dos ônibus de dois andares da Linha Turismo já está equipada com mapas personalizados, oferecendo informações detalhadas sobre os atrativos próximos e facilitando a navegação dos visitantes.

“O material foi desenvolvido para proporcionar aos visitantes uma experiência completa e enriquecedora. Com esta iniciativa, Curitiba reforça seu compromisso em se posicionar como um Destino Turístico Inteligente, oferecendo serviços de alta qualidade aos visitantes”, diz Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo (IMT).

Com os novos mapas, os turistas terão a oportunidade de descobrir e visitar locais de interesse que não fazem parte do roteiro oficial, tudo a uma curta distância, promovendo uma exploração mais profunda da cidade.

Além disso, os mapas incluem o roteiro completo do serviço da Linha Turismo, com informações essenciais sobre cada ponto ao longo do trajeto. Para garantir acessibilidade internacional, os mapas também estão disponíveis em inglês e espanhol, acessíveis através de QR Codes.

Os mapas ainda fornecem informações úteis e contatos de emergência, incluindo um número de WhatsApp fornecido pelo Instituto Municipal de Turismo para suporte adicional aos turistas durante sua estada em Curitiba. A colaboração com a Urbs permitiu que os novos mapas fossem instalados em todos os pontos com mobiliário urbano da Linha Turismo.

Receberam os mapas personalizados os seguintes pontos de parada da Linha Turismo: Museu Ferroviário, Jardim BotânicoMercado Municipal, UFPR/Teatro Guaíra, Paço da Liberdade, Passeio Público/Memorial Árabe, Centro Cívico, Bosque João Paulo II, MON, Parque São Lourenço/Memorial ParanistaParque Barigui e Praça Tiradentes.

Os pontos de parada que não possuem atrativos próximos receberam o mapa geral do roteiro. São eles: Teatro Paiol, Bosque Alemão, Bosque Zaninelli, Ópera de Arame, Parque TanguáParque TinguiMemorial Ucraniano, Portal Italiano, Santa Felicidade e Torre Panorâmica.

Os pontos sem mobiliário urbano (Rua 24 Horas, Praça Rui Barbosa, Setor Histórico e Rua XV) ainda não receberam a sinalização vertical.

Compartilhar:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *